O Índice Técnico de Caminhabilidade Sensível a Gênero é uma metodologia e projeto desenvolvidos pelo SampaPé! para que as cidades avaliem de forma objetiva a qualidade do ambiente construído dos espaços públicos e como contribuem para a percepção de segurança de mulheres e meninas ao caminhar.

A metodologia foi desenvolvida para o projeto de requalificação das estações de tubo de uma das linhas de ônibus circulares mais importantes da cidade e o entorno delas, considerando a integração modal e o impacto das estruturas no espaço público. O processo foi realizado com oficinas de capacitação dos técnicos da prefeitura de Curitiba sobre o tema e a ferramenta, que em seguida já aplicaram a metodologia nas áreas de análise. As oficinas e prática deixam legados para atuações e projetos futuros do corpo técnico municipal. 

O processo resultou na produção de uma cartilha com o detalhamento da metodologia, para que possa se tornar um referencial e seja aplicada em outras cidades e contextos urbanos, e o relatório dos resultados de sua aplicação em Curitiba que explica o diagnóstico local e estabelece frentes prioritárias de ação, assim como, sugestões de projetos e iniciativas que podem colaborar com a melhoria do índice.

Desafios atuais ou continuidade

Realizar a metodologia e treinamento em mais cidades e em mais territórios e projetos. Voltar a analisar se houve melhoria no índice após a requalificação e quais elementos forma incorporados. Criar mais capacitações e formações para que a perspectiva de gênero e caminhabilidade seja inserida.

Pessoas e organizações envolvidas
  • SampaPé!
  • Metrópole 1:1
Objetivos
  • Incluir elementos de perspectiva de gênero no ambiente construído; Criar indicador de avaliação de espaço público com perspectiva de gênero; criar ruas e espaços públicos mais acolhedores e seguros para mulheres e meninas;
Estratégias e ações
  • Oficinas de formação e capacitação de gestoras e gestores públicos, apostila com metodologia, auditorias no território, análise dos resultados e índice.
Datas
  • 2019
Financiamento
  • BID